28/08/2017

Das vezes que nos sentimos incompetentes...

Imagem via Viajante das Letras
Eu devo ser campeã em me sentir incompetente para fazer as coisas. Às vezes penso em desistir... Muitas vezes eu falo e tenho atitudes que demonstram que eu não ligo para nada, que levo tudo na brincadeira ou que acho que tudo vai melhorar, mas só Deus e eu sabemos o que se passa na minha cabeça. 
Quando eu era bem pequena, eu me sentia incompetente para praticar esportes, sim, isso mesmo, eu era péssima e ainda sou, não levo jeito para nada relacionado.
Quando cresci mais um pouco, começaram a me zoar por eu falava algumas coisas erradas, o famoso trocar o "R" por "G", coisa que vocês não sabem porque nunca me ouviram falar. Então eu acabei parando de falar com as pessoas, sempre falando baixinho e mesmo assim as pessoas zoavam, até mais porque se eu falava pouco, aí é que iam reparar que eu falava errado, não é mesmo? Mas enfim, aí me descobri incompetente para falar com as pessoas, apresentar trabalhos, fazer amizades e tudo mais. 
Quando cresci mais um pouco, comecei a me sentir incompetente nas matérias da escola, não gostava, achava difícil, não sabia desenhar, fazer contas, escrever certo... ou seja, alguma coisa nesse sentido eu não poderia trabalhar. Além de não me dar bem com esportes e não falar com as pessoas.
Quando entrei na faculdade me senti incompetente para tudo. Não sabia desenhar (e não sei!), não sabia fazer contas, não sabia escrever, não sabia editar trabalhos, não sabia costurar, não tinha criatividade, não gostava de temas de sociedade, não sabia trabalhar em grupo, enfim, tudo de ruim que alguém pode ter, eu tinha... e como estou hoje? 
Continuo não sabendo desenhar, as minhas piores notas foram em desenho. Passei porque os professores deviam ter pena de mim. 
Escrevo mais ou menos, sempre têm coisas erradas, ainda não sei fazer frases curtas, mas as minhas melhores notas envolviam isso, por incrível que pareça.
Hoje em dia eu edito os trabalhos, devem ficar ruins, mas ainda não reprovei por causa disso.
Costuro mais ou menos, nada sai perfeito, mas a cada peça costurada estou melhorando.
Não tenho criatividade, hoje penso que escolhi a profissão errada por causa disso, mas tirando essa parte, acho que não poderia estar mais certa.
Não gosto de temas de sociedade, porque se eu me envolver com isso, eu só me estresso e é melhor evitar para não brigar com mais ninguém, porque existem pessoas que não falam mais comigo por causa de assuntos como esses.
Não sei trabalhar em grupo, sempre acho que estou incomodando e não consigo fazer a minha parte porque fico até mesmo com vergonha de trocar ideias.
E o que falar disso tudo? Que eu não apenas me sinto incompetente quanto eu sou realmente incompetente para tudo isso que eu falei até agora. Sem falar do problema da administração... do tempo, dinheiro, tudo. 
Mas o que eu fui aprender nos últimos dias: que somos incompetentes para várias coisas, mas para outras, nós somos. 
No que eu posso dizer que sou competente? Para aprender coisas novas, para melhorar o que precisa sem melhorado, para organizar, para me sentir incompetente também, aliás! Hahaha! Mas falando sério, são coisas simples que outras pessoas podem ser extremamente incompetentes, até mais do que eu sou incompetente para fazer as outras coisas.
E isso é algo que todos devem saber: Que somos incompetentes para algumas coisas, mas não para tudo! O problema é descobrir isso depois que já ficamos tristes, que já passamos boa parte de nossas vidas de maneira sombria chorando porque não conseguíamos fazer o que era esperado que fizéssemos.
Infelizmente temos muito o que melhorar... aprender que ninguém é obrigado a saber tudo, que cada um é de um jeito e sabe fazer algo extremamente valioso. E isso é o que realmente importa.

8 comentários:

  1. Acredito que quando a gente começa a apenas notar nossas pequenas conquistas,avanços e essas coisas,as habilidades que não dominamos/sabemos ficam de um tamanho tão minusculo que paramos de nos cobrar tanto por causa delas,a nos menosprezarmos e apenas nos centrarmos em melhorar e crescer nas coisas que sabemos e julgamos pequenas. ;)

    ResponderExcluir
  2. Uauu! Deixa eu te falar uma coisa... Eu por vezes me sinto assim também. Sabe aquela impressão de que todo mundo é melhor do que você? Qualquer pessoa no mundo é mais talentosa e você não descobre qual é o seu talento. Gente, é horrível! A gente fica super deprê com essas coisas, é frustrante.
    Mas acredito que tudo é descoberta e especialmente essa força de vontade que você disse. Não somos perfeitas, ninguém é por mais que pareçam, mas a auto-descoberta e a força de vontade de se desenvolver e melhorar é tudo.
    A gente tem que aprender a enfrentar nossos desafios pessoais e dar a cara a tapa! E com o perdão da palavra F*dam-se as pessoas! Gentinha só sabe levar a gente pra baixo para se sentirem melhor, dessa forma nosso brilho não ofusca os olhos delas.
    Amiga, me identifico muito com você e você é sim muito talentosa! Todo mundo tem algo dentro de si super especial que as vezes só precisa ser treinado ou lapidado e cabe somente a nós mesmas decidir se vamos tentar ou não. Você está tentando e por isso que te admiro muito.
    Eu também estou! Pessoas como você são inspiração para mim!
    Talvez a gente continue sendo ruim nos esportes (eu mesma não sei jogar nada e se envolve bola então eu saio correndo de pavor), mas talvez nosso talento esteja em outro departamento!
    Só não podemos desistir nem deixar que os outros interfiram no nosso bem-estar.
    Adoro você mulher e tudo o que você escreve. Me identifico demais.
    Beijos
    https://coracaopinup.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Menina, me identifiquei horrores com vc... também nunca fui boa em esportes, tenho a língua levemente presa (sem contar que, quando fico nervosa, me dá branco nas palavras e começo a gaguejar!). Fiz design, mas não sabia desenhar também, o que dificultou ou me limitou em várias matérias...
    Mas que bom que você está conseguindo ver o seu outro lado! Eu não te conheço pessoalmente, mas só de acompanhar o blog e a loja, vejo uma pessoa que é determinada, empreendedora, criativa e inquieta! Eu acho que você tem tudo para chegar onde deseja <3

    ResponderExcluir
  4. As vezes eu tbm me sinto incompetente pra caramba, mas aí lembro de tudo eu sei fazer e o desanimo passa um pouco. Você não é tão incompetente quanto pensa. Uma pessoa que fez aquele vestido de veludo lindo que eu comprei, em tão pouco tempo e com tanta qualidade, certamente incompetente não é!
    bjo!!

    ResponderExcluir