13/07/2017

Como eu comecei a gostar de rock e quais as minhas bandas favoritas?

Gif via Aki Gifs
Hoje é Dia Mundial do Rock. O que isso quer dizer? Que eu lembrei de como tudo começou. O meu gosto por rock começou quando eu tinha uns 10 anos, em que eu ganhei um CD com a trilha sonora do Homem Aranha, hahahaha! E nesse CD tinha muitas músicas bacanas de bandas que eu gosto até hoje. Eu ficava o dia todo ouvindo e uma das minhas músicas favoritas era Meant to Live do Switchfoot. 


Depois disso, eu gostava muito de acordar cedo antes de meus pais para poder assistir os vídeos da MTV na televisão e torcia para alguma banda legal aparecesse!
Mas depois de um tempo eu comecei a gostar de umas bandas mais famosas que muita gente conhece, como o Nirvana, Red Hot Chili Peppers e Foo Fighters, mas isso não durou muito porque eu conheci outras bandas que eu gostava mais do estilo, como o Linkin Park. E é esse tipo de música que eu amo até hoje.
Tem muita gente que acha que eles são uns inúteis, mas isso é muita burrice... ficar xingando bandas e fãs, hahaha! Eu não ouço mais Linkin Park, só quando aparece algum vídeo deles nos relacionados do YouTube, mas as minhas bandas e cantores favoritos hoje são esses listados abaixo, em que com certeza o Switchfoot está, por mais que eles sejam de um estilo totalmente diferente das outras. Tem outras diferentes também, você vai ver!


Eu conheci o Manafest em 2014, desde então ele mudou um pouco, fazendo músicas mais rap do que rock, mas no CD desse ano, tem várias músicas de volta sendo do estilo que todos os fãs gostavam. Ele deve ter percebido que foi bobeira mudar tanto, hahahaha!


Como eu disse no início, conheci essa banda quando eu tinha 10 anos, e desde então eles sempre fizeram o tipo de música que eu gosto muito, mas nos últimos anos também mudaram muito, ficaram com um estilo que eu não gosto, mas enfim, eles com as músicas antigas continuam sendo a minha banda favorita, haha!


Essa aqui eu conheci quando tinha 15 anos, mas eles não tem músicas novas há muito tempo, e nem postam no Facebook desde ano passado. Mas vale a pena conhecer porque tem muitas músicas legais para quem gosta desse estilo!


Essa eu também conheci quando eu tinha 15 anos, hoje em dia não ouço tanto quanto as outras, mas só de lembrar dá muita saudade de ouvir as músicas deles no ônibus, acho que vou voltar a ouvir, hahaha!



Essa eu até deixei por último, porque foge muito do estilo das outras, mas eu amo muito. Se é algo que eu também gosto são músicas de bandas antigas, eu tinha outras bandas, mas meu cartão de memória com as músicas estragou e tive que colocar um de pouca memória, daí tive que excluir as outras e deixei só essa banda.

Até dia 16/07/2017 a minha loja estará com 10% de desconto! 

08/07/2017

Prêmio Blog Alternativo 2017 - Participe!


Olá, candies! Recentemente eu venho pensando em como fazer para ter coisas novas na internet. Porque tudo parece estar um pouco parado, principalmente no meio alternativo. Posts sempre iguais, coisas que já não são tão legais como eram antes... sei lá. Acho que precisamos nos reiventar. Sim, nos reinventar, não apenas vocês, mas eu também.
Pensei muito nisso e cheguei a conclusão de que eu posso fazer algo para melhorar isso, e que vai ajudar tanto outros blogs alternativos a melhorarem quando me incentivar a fazer posts legais também!
Então eu preparei uma ideia para premiar o blog mais criativo e legal do mundo dos blogs alternativos, e como isso vai acontecer?
Para participar é preciso que se inscreva no formulário abaixo, sendo que deve cumprir as regras, que são:
- Possuir um blog ativo que seja alternativo, ou seja, que tenha um estilo gótico, rock, retrô, vintage, fofinho, etc... e que seja feminino (não serão aceitos blogs masculinos, quem sabe na próxima, sorry); e
- Morar no Brasil.
Regras extremamente simples, não é mesmo? Mas agora que fica difícil...

A escolha do melhor blog vai ser feita levando em consideração alguns critérios:
- Influência: Se os posts, tanto no blog, quando nas principais redes sociais, tem comentários, curtidas, etc. Isso serve para ver se você tem um conteúdo relevante que leva o público a interagir;
- Usabilidade do site: Se o blog é de fácil entendimento, se todas as ferramentas estão funcionando corretamente, etc;
- Identidade visual: Será analisado se a identidade da loja tem a ver com o que ela quer passar;
- Organização: Se a organização dos posts, banners, redes sociais estão agradáveis para quem visita o site;
- Qualidade das imagens: As fotos enriquecem muito um blog, então, é preciso fotos lindas e de boa qualidade;
- Qualidade de escrita: É preciso que a escrita do blog esteja correta e de fácil leitura;
- Originalidade: Será analisado se os posts são inovadores tanto em relação ao próprio blog, quanto a blogosfera em geral.



O que eu quero com isso? Eu quero que vocês se permitam e se "obriguem" a melhorar. Sim, pois os critérios utilizados não são para nada além de levar vocês a melhorarem e fazerem do seus blogs os melhores da internet!

E a seleção?
Ela será feita uma vez por mês até o mês de dezembro! Sim, dezembro, para dar tempo de, caso seu blog não esteja de acordo com todos os critérios, você possa melhorar até lá e poder ser escolhida!
Ao todo, serão escolhidos 6 blogs e desses será escolhido 1 que irá ganhar alguns prêmios, que são:
- Um troféu exclusivo que vamos fazer para a ganhadora;
- Um vale compra de R$100,00 na loja My Little Candy;
- Uma entrevista para esse blog;
- Divulgação nas minhas redes sociais com direito a post patrocinado no Facebook e Instagram.

É um prêmio ótimo que só visa ajudar a melhorar a blogosfera alternativa. Eu não estou pedindo para vocês fazerem nada além de participar. Então, mãos à obra!

26/06/2017

Como tirar medidas para roupas nas compras online?

Imagem via Rais'Ta Partisse
Você sabe como tirar medidas para comprar roupas na internet? Então, sei que muitas pessoas não sabem como funciona essa ideia de comprar online, principalmente roupas, em que o problema é servir, ficar grande ou pequeno, enfim, existem muitas dúvidas sobre isso.
O que acontece na maioria das vezes: Você sabe que veste tamanho M, por exemplo, com base nas roupas que já tem. Isso, na maior parte dos casos, funciona muito bem. Porém, não existe um padrão de medidas para as roupas femininas, ou seja, cada empresa cria a sua tabela de medidas e daí fazem a partir dela. Por isso é comum vermos peças que são tamanho G e parecem P e peças P que parecem G, hahahaha! Eu tenho várias peças assim.
A última blusa de frio que comprei é tamanho P, mas parece GG, fica gigante para mim, mas como gosto, é a minha favorita. Comprei ela usada, primeiro que não tenho grana e segundo porque gosto de comprar coisas usadas mesmo, assim economizo comprando uma roupa que para a pessoa já não agrada mais!
Mas indiferente se for usada ou nova, as dicas que vou dar agora servem para ambas. Um problema de grande parte das lojas virtuais é não fornecer as medidas em centímetros. Caso não tenha, você pode entrar em contato com a loja para tirar essa dúvida e saber se é o seu tamanho mesmo, pois como escrevi há pouco, cada empresa tem a sua medida.

Imagem via Observa SC
A primeira coisa que você deve levar em consideração é a elasticidade do tecido que a peça é feita, porque se estica, as suas medidas podem ser um pouco maiores do que as ditas na descrição. Caso não tenha elasticidade, é bom que as suas medidas sejam até um pouco menores para garantir o conforto.
As medidas são muitas, mas as mais importantes na hora de comprar uma peça são: Pescoço, busto, cintura, quadril, manga, punho (quando é manga comprida) e comprimento da peça.
Então, primeiramente você precisa de uma fita métrica, caso na sua cidade não tenha lojas de armarinhos, você pode comprar nas lojas de 1,99 mesmo, pois tendo uma fita você pode se medir sempre que precisar!

Imagem via Burda
A largura do pescoço deve ser medida na base dele, deixando mais ou menos o espaço de um dedo dentro da fita para ficar um pouco folgado e garantir o conforto.

Imagem via Burda
A largura do busto deve ser medida contornando a fita métrica na parte mais saliente do busto passando pelas costas também!

Imagem via Burda
Para medir a cintura, o local certo é a parte menor depois do quadril, cerca de 4 dedos abaixo do busto. Daí então, é só contornar com a fita.

Imagem via Burda
O quadril, a parte que é medida é a mais saliente das nádegas, cuidando para que a fita fique certinha na parte de trás do corpo, onde você não vê muito bem, caso esteja se medindo sozinha.

Imagem via Burda
A largura da manga deve ser medida na parte mais larga do braço, um pouco abaixo da axila.
A medida do punho é retirada da mesma forma, só que no punho, onde começam as mãos.

Imagem via Burda
O comprimento da manga deve ser medido a partir do ossinho de cima do ombro até o comprimento especificado na peça que está na loja virtual. Daí você verá se o tamanho é o adequado. Caso a manga seja comprida, você precisa dobrar um pouco o braço para conferir se a manga não vai ficar curta quando você fizer isso no seu dia a dia.

Comprimento do vestido Vandinha
Para tirar a medida do comprimento, você deve analisar onde a peça começa. Se for um vestido, você deve medir começando na base do pescoço, passando pelo busto, até na medida informada pela loja.
Caso seja uma saia de cintura alta, a medida vai começar na cintura, cerca de 4 dedos abaixo do busto, até o comprimento especificado na loja.

Tem mais alguma medida que não está aqui e você acha importante? 
Deixe um comentário que eu colocarei ela aqui também!

06/06/2017

A importância de comprar do pequeno empreendedor e ir contra o trabalho escravo

Imagem via Estúdio Tatu
Recentemente, o site Pequenas Empresas & Grandes Negócios postou sobre grandes empresas que usam trabalho escravo ou trabalho onde a pessoa recebe muito menos do que o necessário para viver... enfim, vocês sabem do estou falando, pois com tanta facilidade de informação, é cada vez mais comum lermos sobre isso na internet.
No post fala sobre o fato de mesmo com tantas "leis" as coisas não funcionam, empresários ainda preferem ter uma lucratividade maior do que seguir as leis, e sim, isso é por causa da falta de impunidade no país, que sabemos que acontece muito.
Infelizmente, a indústria têxtil é um dos ramos que mais utilizam trabalho escravo por causa da lucratividade. Basta pesquisarmos um pouco no Google que já vemos tantas e tantas notícias.
Isso acontece no mundo da moda porque "uma grande marca acaba contratando uma empresa externa para confeccionar as peças e essa empresa fecha um acordo com uma outra fábrica para realizar essa produção. Dessa forma, é na base da pirâmide que são encontrados trabalhadores vulneráveis."
Esse é um trecho retirado do site porque era impossível eu passar essa mensagem de maneira tão verdadeira. 
Existem casos bem famosos sobre isso, empresas grandes, pessoas muito ricas que ganharam dinheiro em cima desses funcionários, e simplesmente a sociedade abafa o caso, não fala mais nisso e continua comprando dessas marcas.
Muitas pessoas que gostam da minha loja sabem como é difícil trabalhar com peças feitas em pouca quantidade e prezam pelo trabalho dessas pessoas. 
No meu caso, sou eu mesma que faço todas as etapas da produção das peças. É claro que é impossível trabalhar de maneira 100% correta nos dias de hoje, onde não sabemos de onde as coisas vêm, mas eu procuro comprar meus materiais de pequenas empresas, para ajudar pessoas que trabalham como eu também. É difícil? Claro que sim, mas se todas fizermos o mínimo que podemos, pode melhorar.
Eu já li muitos posts de "blogueiras alternativas" sobre como peças feitas da mesma maneira que eu faço são caras e ainda usam a palavra "abusivo" para falar do valor delas. Bem, eu vou contar a verdade para vocês, se eu cobrar menos do que eu cobro pelas minhas peças, eu vou sair perdendo muito, mas muito mesmo... pois como faço peças em pouca quantidade comprando de lojas que não são grandes, o material é muito mais caro, daí tem o meu trabalho, os gastos que tem todo mês e o lucro para investir na empresa e ela não acabar... isso está tudo ali, mas ninguém pensa nisso, só pensam em como vão investir para comprar uma roupa de $5 nova com frete grátis.
É, porque não é possível que alguém pense outra coisa. Então, eu quero deixar essa ideia para vocês: Comprem de um pequeno empreendedor, de alguém que faz o produto, que tem amor pelo que faz, que fica pulando de alegria porque outra pessoa comprou e fica mais feliz ainda quando essa pessoa veio dizer que amou o que recebeu. 
Isso é lindo e não é difícil, é só tentar. Garanto que se você comprar uma vez de uma loja que faz as próprias peças, você não vai querer mais parar de fazer isso. Eu sou um exemplo disso, não posso entrar no site do Elo7 que já quero tudo, hahaha!